PODCAST: Episódio #16 – King Kong: Os Filmes

Clique com o botão direito e salve este episódio.

No episódio 16, Marcelo, Sergio, Fred se juntam novamente para conversar sobre as três versões do clássico “King Kong”, originalmente dirigido por Merian C. Cooper e Ernest Schoedsack em 1933. O primeiro filme é um marco do cinema por conta de seus efeitos visuais e trilha sonora inovadores e foi refilmado em 1976 por John Guilhermin e em 2005 por Peter Jackson. 

 Trilha Sonora: “King Kong – main theme“, composta por John Barry para o filme “King Kong” (1976). “Theme from King Kong“, composta por Max Steinner para o filme King Kong (1933).
 Duração: Aprox. 1h 05min.
Como fizeram os efeitos de Kong (1933) : How did they do it? King Kong (1933).

TRILHA SONORA DOS FILMES


VIDEOS RELACIONADOS A ASSUNTOS DESTE EPISÓDIO


Acesse esta galeria para ver algumas imagens que ilustram coisas comentadas neste episódio.

10 comentários sobre “PODCAST: Episódio #16 – King Kong: Os Filmes

  1. Parabens pelo podcast, realmente King Kong é um dos grandes marcos do cinema classico norte americano, o classico de 1933 é um filmaço subestimado, o de 1976 eu acho que um bom filme mas roteiro querendo ser politicamente correto demais. O King Kong do peter jackson é o mais problematico de todos esses tres, uso excessivo de camera lenta, cenas de ação, e dialogos expositivos. Valeu e na espera do proximo podcast.

    Curtido por 1 pessoa

  2. Oi, é uma pena que eu não possa revê-los para ao menos tentar comentar a altura de suas colocações, que eu lembre, o de 33 foi e ainda é, se olharmos históricamente um acontecimento para o cinema e pros efeitos visuais. Como falado, foi surpreendente, quase algo que o público não estava preparado, e aí está a mágica do cinema: o fruto de uma inventividade árdua, composta de criatividade e muito esforço, executado exaustivamente durante anos e o resultado: medo, coração acelerado, terror, suspense,emoção.
    O de 76 não lembro de quase nada.
    O de 05, infelizmente um desperdício de uma grande atriz, veja seu trabalho em Ellie Parker, em um filme em que o ator principal já estava fadado a ser pouco inventivo e sem vida, algo que ao assistirmos nos passa a idéia de uma máquina, ainda que colorida, falsamente viva e pulsante, uma máquina, que, incrívelmente, ganhou em frames, velocidade e bits, e perdeu em vida, emoção e realismo, em seus 72 anos de evolução: o efeito especial. Ainda que nas mãos de um diretor experiente, que ao menos vinha de um trabalho “revolucionário”, que possuía a história aprovada por milhões de fãs e possui o mérito de conseguir adaptá-la ao gosto dos mesmos, algo que me pareceu um golpe de sorte, posto que, ele não voltária a conseguir em nenhum outro filme fora da trilogia, muito menos neste, que já tinha sua versão definitiva, a qual havia espalhado mágica pela vida das pessoas por exatos 72 anos.
    Vale sua intenção de cinéfilo e fã, infelizmente, o filme não passa disso.
    Em tempo, isso aprendi através de suas observações.
    Grato.

    Curtido por 1 pessoa

  3. Eu prefiro o filme de 33 por amar stop motion, assisto tudo que posso pois acho uma obra de arte fazer um filme/curta usando essa técnica. A primeira vez em que vi o filme rolei de dar risada pq muita coisa ficou datada mas achei sensacional a criatividade em realiza-lo, o de 76 gosto da visão contemporânea (pirei quando vi o Kong subindo as torres gêmeas), o ultimo curto também pq traz a nostalgia dos anos 30, o figurino é impecável e o Gorila fantástico. Antes de dar tchau gostaria de pedir um especial sobre filmes trash clássicos. Abraços a todos….

    Curtido por 1 pessoa

    • Olá Luiza. A ideia é boa e temos muito assunto para tratar nesse site então o podcast tem que durar muito e muito tempo para abordarmos tudo. Eu mesmo já vi algumas tosqueiras do tipo “Carnival of Souls”, “The Brain that Wouldn’t die” e “the Beast of Yucca Flatts”. Imagino que esteja falando deste tipo de filme.

      Curtir

  4. 1933 é o campeão é claro.Aliás é hiper difícil um remake superar clássico.Efeitos antigos podem serem ultrapassados mas a qualidade do clássico fica.Vi no canal Rede Vida e gravei e como passou colorizado eu tirei a cor para não tirar o brilho do filme.Aliás gostaria de sugerir uma matéria sobre preto e branco colorizados.Bem esse King Kong é o melhor de todos e considero um filmaço mesmo sendo filme b.a versão de 1976 o macaco vai nas torres gêmeas e a versão de 2005 é pura homenagem ao de 1933 mas longo demais e foi mais pra encher linguiça.Detalhe era para Fay Wray,a atriz da versão de 1933 dizer na versão de 2005 a famosa frase Foi a bela que matou a fera,embora ela seja citada nesse filme.Foi o King Kong de 1933 que influenciou Ray Harryhausen para trabalhar em efeitos especiais.

    Curtido por 1 pessoa

  5. Saudações. Meu nome é Celso. Gosto muito do podcast de vcs, mas como descobri há relativamente pouco tempo, escuto de forma aleatória e de filmes que já vi, claro. Tenho muita coisa para chegar perto de vcs ainda. Mas ao ouvir este dos filmes de King Kong, achei que era hora de dar um merecido retorno a vcs. Para dar os parabéns, e para dizer que fiquei muito feliz com os comentários sobre os filmes. Já vi os 3, mas justamente o de 76 é o que mais gosto, provavelmente porque assisti na infância. E acho que vcs foram os primeiros a elogiar p filme é reconhecer seus méritos. Só gostaria de dizer que a ausência de dinossauros no filme pode ter sido mesmo uma questão de economia de recursos e efeitos especiais não muito convincentes. Mas acredito que tenha tbm uma questão de opção de roteiro. O filme é fruto de seu tempo. Por isso, o protagonista é um zoológo, a questão ambiental é bastante presente e há uma preocupação em dar um ar mais científico, e acho que dinossauros ficariam muito mais fantasiosos do que a serpente gigante. É isso. Grande abraço. Até mais.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe uma resposta para Luiza Ayres Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s