PODCAST: Episódio #25 – Morangos Silvestres

Clique com o botão direito e salve este episódio.

Chegamos ao episódio #25, no qual Fred, Sergio e Alexandre viajam para a Suécia de Ingmar Bergman, revisitando um de seus melhores trabalhos e certamente uma de suas mais pessoias obras-primas. O excelente Morangos Silvestres (“Smultronstället“), filme produzido em 1957 logo após “O Sétimo Selo“, conta com as grandes atuações de Victor Sjöström – interpretando o amargurado Dr. Isak Borg – e Ingrid Thulin, sua nora Marianne Borg. Bibi Andersson faz um duplo papel como “Sara”, Gunnar Björnstrand interpreta o filho do Dr. Borg e Max Von Sydow aparece numa participação especial. O longa venceu o Urso de Ouro em Berlim, o Globo de Ouro de melhor filme estrangeiro e foi indicado ao Oscar de melhor roteiro original.

ep25_morangos

OBS: O Podcaster Alexandre menciona que não gostou de um dos filmes que viu de Ingmar Bergman, mas não se recordou do nome durante a gravação do áudio. Este filme é “Isto Não Aconteceria Aqui“, de 1950.
Trilha Sonora: Música composta por Erik Nordgren para o filme “Morangos Silvestres“.
Duração: Aprox. 57 min.

 Acesse esta galeria para ver algumas imagens que ilustram coisas comentadas neste episódio. Clique nas fotos da galeria para ver as descrições.


 VÍDEOS SOBRE ASSUNTOS COMENTADOS NESTE EPISÓDIO

A sequência do primeiro pesadelo de Isak Borg.

Trailer americano do filme.

O filme completo, legendado em inglês, francês ou espanhol.

5 comentários sobre “PODCAST: Episódio #25 – Morangos Silvestres

  1. Oi, deu vontade de rever o filme.
    No youtube achei esta palestra, se vocês não estiverem “cançados” de Bergman, ele fala um pouco sobre todos os filmes. É o Sérgio Rizzo, crítico da Folha. https://www.youtube.com/watch?v=4L10ENNuq6w

    Uma dica, peguem uma lista, tipo: os filmes preferidos de tal diretor, tem várias delas no blog: Sala de Exibição, ou: Os melhores Filmes da Cahieur du Cinema, e comentem filme por filme, ia ser muito legal.

    Achei um outro livro legal: Os Filmes de Minha Vida, de Truffaut.

    Assim que rever o filme, comento mais.

    Sempre grato pelo blog.

    Curtido por 1 pessoa

  2. Ja vi 10 filmes do bergman, e esse com certeza é um dos melhores, e claro um dos melhores filmes ja feitos. Vi este filme somente 2 vezes e me lembro dele com muita clareza, é muito marcante a fotografia, a bibi anderson realmente é uma das mulheres mais bonitas que ja vi.

    Curtido por 1 pessoa

  3. Um dia, pediram para o Freud dizer quais livros mais o agradava, e surpreendentemente, ele não escolheu o maior de cada autor, escolheu livros menos conhecidos.
    Diante de tal estranheza, foram lhe perguntar o motivo, ele, respondeu que os grandes clássicos são tão perfeitos que nos diminui, nunca conseguiremos entendê-los completamente, o que nos coloca em nossa condição de mortais, e eles na de Imortais. Portanto, justificou suas escolhas.
    Imagino que é o que deve pensar um diretor “mortal”, ao olhar para um como o Bergman.
    Um abraço.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe aqui sua opinião sobre isso!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s