PODCAST: Episódio #26 – O Salário do Medo

Clique com o botão direito e salve este episódio.

No episódio #26, Sergio, Alexandre e Fred precisam superar as dificuldades de suas respectivas cidades latino-americanas para comentar sobre mais um excelente clássico do cinema mundial, desta vez o thriller francês “O salário do medo” (“Le salaire de la peur“, 1953), do diretor Henri-Georges Clouzot. O longa, que foi o primeiro a levar para casa a Palma de Ouro em Cannes juntamente com o Urso de Ouro no Festival de Berlim, conta com grandes atuações de Yves Montand, em seu primeiro papel de destaque e do veterano Charles Vanel, dois dos quatro motoristas que devem transportar dois caminhões com cargas de nitroglicerina por uma estrada tortuosa. O filme, sob esta premissa e a brilhante direção de Clouzot, se torna inesquecível e tenso até o  seu final, resultando num clássico do suspense e num melhores filmes franceses já feitos.

ep26_salario

Trilha Sonora: “Betrayal” e “In The Mist Of The Night“, músicas compostas pelo grupo Tangerine Dream para o filme “O Comboio do Medo”, “Les Feuilles Mortes“, interpretado por Yves Montand e a trilha original composta por Georges Auric para o filme “O salário do medo“.
Duração: Aprox. 1h e 14min.

Acesse esta galeria para ver algumas imagens que ilustram coisas comentadas neste episódio. Clique nas fotos da galeria para ver as descrições.


 VÍDEOS SOBRE ASSUNTOS COMENTADOS NESTE EPISÓDIO

A cena inicial onde a personagem de Vera Clouzot é tratada como se fosse um cachorro.

A brilhante cena envolvendo um dos caminhões (cuidado, SPOILER).


Anúncios

9 comentários sobre “PODCAST: Episódio #26 – O Salário do Medo

  1. Filmaço!!!! Um classico absoluto do cinema, quem não conhece esta perdendo uma oportunidade de ouro. Com certeza é um filme para ser visto e revisto varias vezes. Parabens pelo podcast.

    Curtido por 1 pessoa

  2. Quantos salários do medo são necessários para se enfrentar na vida.Esse diretor pegou bem na onda do Hitchcock tanto que foi chamado de Hitchcock francês.Ainda assim não deixando de ser um grande diretor.Tensão,preocupação e angústia para transportar um caminhão com produto inflamável.Vejo isso como gente heróica,afinal nem todos tem essa coragem como os protagonistas do filme e da vida real.Pena que teve um remake,no qual eu dispenso com certeza.

    Curtir

Deixe aqui sua opinião sobre isso!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s