PODCAST: Episódio #36 – Ladrões de Bicicletas

Clique com o botão direito e salve este episódio.

A Itália neo-realista está bem representada no episódio 36, em que Alexandre e Fred revisitam o excepcional clássico da década de 40 intitulado “Ladrões de Bicicletas” (“Ladri di biciclette“, 1948). Dirigido por Vittorio De Sica e com roteiro de Cesare Zavattini e do próprio diretor (entre outros), o longa é um dos grande expoentes de um dos mais importantes e influentes movimentos cinematográficos da história do cinema mundial, o chamado “neo-realismo italiano”. Ancorado numa história simples, o filme de De Sica nos atinge de forma contundente e nos faz imergir na Roma do pós-guerra através dos detalhes realistas e da linguagem crua e direta que caracterizavam esta nova forma de se fazer cinema, que havia nascido antes com filmes como “Obsessão” (Visconti, 1943) e “Roma, Cidade Aberta” (Rossellini, 1945). “Ladrões” recebeu um Oscar especial (na época não havia a categoria de “melhor filme estrangeiro”) e também faturou o BAFTA e o Globo de Ouro de melhor filme estrangeiro. Foi eleito o melhor filme do cinema mundial na primeira lista organizada pela revista “Sight & Sound” em 1952.

Trilha Sonora: Trilha sonora composta por Alessandro Cicognini para o filme “Ladrões de Bicicletas. “Bicycle Race“, música composta por Freddie Mercury e interpretada pelo grupo Queen.
Duração: Aprox. 1h e 27min.

Acesse esta galeria para ver algumas imagens que ilustram coisas comentadas neste episódio. Clique nas fotos da galeria para ver as descrições.


 VÍDEOS QUE COMPLEMENTAM ESTE EPISÓDIO

Um pouco sobre o filme como visto por um crítico do “New York Times”.

Parte do Documentário de Martin Scorsese, “Minha Viagem à Itália”.

Reveja a famosa e inesquecível cena final do filme.


Anúncios

5 comentários sobre “PODCAST: Episódio #36 – Ladrões de Bicicletas

  1. Meus caros,

    assistir Ladrões de Bicicletas pela primeira vez no ano passado. Gostei muito do filme e realmente concordo que a cena final no estádio é fundamental para a continuidade do ciclo daquela realidade.

    Fico espantado quando vocês afirmam que reviram “tal filme” tantas vezes, pois para mim é tão difícil simplesmente assistir 1 vez os filmes citados. Mas estou correndo atrás.

    Ótimo episódio e abraços.

    Curtido por 1 pessoa

    • É por aí Felipe, como disse o Alexandre… No meu caso com este filme aqui, devo ter visto na década de 90, revisto quase 10 anos depois quando adquiri o DVD e mais uma vez agora pra fazer o podcast… Infelizmente tenho um zilhão de coisa pra ver e um outro zilhão que ainda não deu pra rever, mas fazer o podcast tem ajudado até nisso, tenho coisas em casa que ainda não tinha conseguido rever e acabo, muitas vezes, fazendo isso por “força” dos episódios.

      Uma Abraço!

      Curtir

  2. Olá, Felipe. Tudo certo?
    Obrigado pelo comentário.
    Não se espante…hehehe. No meu caso, que estou com 44 anos e acho que sou cinéfilo desde a pré-adolescência, já são mais de 30 anos de paixão. Então já deu tempo pra rever muita coisa. Mas não se engane, há muita coisa ainda por ver (mas muita mesmo!).
    Agora, é óbvio que quando escolhemos o tema de um episódio futuro, procuramos rever o(s) filme(s) pelo menos uma vez, para fazer nossas anotações e ter condições de dizer algo relevante.

    Muito obrigado pelo elogio.

    Grande abraço.

    Alexandre

    Curtido por 1 pessoa

Deixe aqui sua opinião sobre isso!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s