Resenha #53 – A Noite de 23 de Maio (Mystery Street, 1950)

Neste filme noir dirigido por John Sturges, acompanhamos a investigação de um assassinato de uma dançarina de boate (Jan Sterling), em Boston.  Todas as pistas levam a um inocente, um homem que foi visto por várias pessoas saindo com ela da boate na noite do crime. O tenente Peter Morales (Ricardo Montalban), encarregado do caso, está quase certo de haver encerrado o caso, quando diversos novos detalhes vão sendo descobertos pelo departamento de medicina legal de Harvard, na pessoa do Dr. McAdoo (Bruce Bennett).

 

O filme segue aquilo que podemos chamar de “princípio básico do suspense hitchcockiano”, ou seja, o público sabe desde o início quem é o assassino.  O suspense é criado justamente pela grande possibilidade de um inocente ser condenado à morte.

 

O que poderia ser apenas mais um film noir acaba ganhando uma certa qualidade por dois motivos essenciais: uma boa história e boas atuações, especialmente dos atores Ricardo Montalban e de Elsa Lanchester (a mesma que fez o papel título em “A Noiva de Frankenstein”), no papel de uma chantagista.

O filme foi indicado ao Oscar de roteiro, perdendo para outro film noir intitulado “Pânico nas Ruas” e dirigido por Elia Kazan.

por Alexandre Cataldo

Anúncios

Deixe aqui sua opinião sobre isso!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s