PODCAST: Episódio #50 – Um Corpo Que Cai

Clique com o botão direito e salve este episódio.

Nesta marca importante de nosso podcast não poderíamos deixar de fazer algo especial! Promovemos uma eleição entre nossos ouvintes, que primeiro indicaram 10 filmes  e depois votaram para eleger “Um Corpo Que Cai” (Vertigo, 1958) como o assunto a ser debatido no nosso episódio #50.  Não perdemos tempo e convocamos o quarteto original do Podcast Filmes Clássicos para dar conta desse bate-papo: Marcelo, Sergio, Fred e Alexandre se reuniram para gravar nosso quinquagésimo áudio sobre o que talvez seja o melhor filme do cineasta inglês Alfred Hitchcock, o chamado “Mestre do Suspense”. Vertigo foi eleito por nossos ouvintes, mas quatro anos antes já havia sido consagrado pela crítica cinematográfica mundial que o elegeu, através da revista Sight & Sound, como o primeiro de sua lista de melhores filmes da sétima arte, desbancando o longo reinado de “Cidadão Kane”. Dito isto, vamos ouvir o cast e rever o filme!

Trilha Sonora: Trilha Sonora composta por Bernard Herrmann para o filme “Um Corpo que Cai“.
Duração: Aprox. 1h e 35 min.

Acesse esta galeria para ver algumas imagens que ilustram coisas comentadas neste episódio. Clique nas fotos da galeria para ver as descrições.


 VÍDEOS QUE COMPLEMENTAM ESTE EPISÓDIO

O final alternativo de “Um Corpo Que Cai” (só assita se você já tiver visto o filme).

Análise interessante sobre o uso de cores em “Vertigo”.

O Documentário de Chris Marker, “La Jetée”, inspirado no filme de Hitchcock.
O “American Film Institute – AFI” celebra a carreira de Alfred Hitchcock.

 


Anúncios

8 comentários sobre “PODCAST: Episódio #50 – Um Corpo Que Cai

    • Eu acho que pelo nível de perfeccionismo do Hitchcock, seria difícil ele aceitar deixar do jeito que ficou. E seria muita coincidência isso bater exatamente com aquele momento onde se contavam aspectos cada vez mais sombrios da história da Carlotta. Pra mim tenho como algo proposital.

      Curtir

  1. Na verdade é o filme era revolucionário para época, e não foi visto com bons olhos pela crítica. Vertigo quebrava muitos paradigmas, por exemplo o fato desse tipo de filme ser colorido não era convencional, era mais aceito em musicais e comédias.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe aqui sua opinião sobre isso!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s