PODCAST: Episódio #53 – Bond Clássico – Parte 2

Clique com o botão direito e salve este episódio.

O episódio 53 é sobre o que entendemos ser a segunda parte “clássica” da franquia 007. Alexandre e Fred recebem de volta Marcelo Rennó para debater os sete filmes estrelados pelo ator Roger Moore: começamos em “Com 007, Viva e deixe Morrer” (Live And Let Die, 1973) e seguimos por “007 Contra o Homem com a Pistola de Ouro” (The Man With The Golden Gun, 1974), “007 – O Espião Que Me Amava” (The Spy Who Loved Me, 1977), “007 Contra o Foguete da Morte” (Moonraker, 1979), “007 – Somente Para Seus Olhos” (For Your Eyes Only, 1981), “007 Contra Octopussy” (Octopussy, 1983) e terminamos com “007 Na Mira dos Assassinos” (A View To a Kill, 1985). Exploramos também a produção paralela que teve Sean Connery de volta na pele do agente secreto James Bond em 1983, no filme “007 – Nunca Mais Outra Vez (Never Say Never Again, 1983).

Trilha Sonora: Músicas compostas para os filmes da franquia abordados neste episódio.

Duração: Aprox. 2h e 14min.


Acesse esta galeria para ver algumas imagens que ilustram coisas comentadas neste episódio. Clique nas fotos da galeria para ver as descrições.


 VÍDEOS QUE COMPLEMENTAM ESTE EPISÓDIO

A história por trás da famosa cena dos saltos sobre os crocodilos e as tentativas do dublê em “Com 007 Viva e Deixe Morrer”.

O sensacional trabalho de dublês na cena com o carro que gira 360º em “007 Contra o Homem Com a Pistola de Ouro”.

A sequência pré-créditos de “007, O Espião que me Amava”.

Talvez a melhor sequência de abertura de um filme de 007 em “007 Contra o Foguete da Morte”.

A sequência de perseguição de lancha, da Amazônia à Foz do Iguaçu em “007 Contra o Foguete da Morte”.

A cena do penhasco de “007 – Somente Para Seus Olhos”.

A sequência de perseguição com o Taxi de Paris em “007 Na Mira dos Assassinos”.


2 comentários sobre “PODCAST: Episódio #53 – Bond Clássico – Parte 2

  1. Fico grato pela justiça com a qual vcs tratam o Roger Moore como James Bond. Só tenho visto críticos reclamando de ele ser um palhaço e seus filmes serem exagerados. Eu os considero superiores aos do Sean Connery, principalmente em questão de roteiro e aventura e o tipo do Roger Moore um James Bond menos brutamontes, mais intelectual.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe aqui sua opinião sobre isso!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s