PODCAST: Episódio #54 – O Poderoso Chefão: A Trilogia

Clique com o botão direito e salve este episódio.

Viramos o ano com mais uma trilogia para nossa coleção, desta vez Fred e Alexandre recebem de volta Sergio Gonçalves e o podcaster Marcelo Zagnoli (TigreCast) para trocar algumas palavras sobre uma das mais incríveis trilogias do cinema clássico!  O primeiro filme dos três dirigidos por Francis Ford Coppola foi baseado no romance homônimo de Mario Puzo e foi lançado em 1972 com o título de “O Poderoso Chefão” (The Godfather). Em 1974, após muita conversa com a Paramount, Coppola aceita dirigir o segundo filme, desta vez com maior controle da produção e assim surge “O Poderoso Chefão – Parte II” (The Godfather – Part 2). Dezesseis anos mais tarde o próprio diretor aceita novo convite para produzir, dirigir e roteirizar a terceira parte desta fantástica trilogia, resultando no longa “O Poderoso Chefão – Parte 3 (The Godfather – Part 3, 1990). Seja parte da família do Podcast Filmes Clássicos e aceite esta proposta que você não poderá recusar: escute este episódio em troca de cultura cinematográfica e entretenimento! 

Trilha Sonora: Trilha sonora composta por Nino Rota e Carmine Coppola para a trilogia.
Duração: Aprox. 2h e 41 min.

Acesse esta galeria para ver algumas imagens que ilustram coisas comentadas neste episódio. Clique nas fotos da galeria para ver as descrições.


 VÍDEOS QUE COMPLEMENTAM ESTE EPISÓDIO

A cena que foi crucial para Coppola e Pacino em “O Poderoso Chefão”.

Testes de Câmera de Al Pacino antes de conseguir o papel de Michael Corleone. 

História por trás da produção de “O Poderoso Chefão – Parte II”.

A sensacional cena do assassinato de Don Fanucci em “O Poderoso Chefão – Parte II”.

Histórias por trás da produção de “O Poderoso Chefão – Parte III”.


Anúncios

10 comentários sobre “PODCAST: Episódio #54 – O Poderoso Chefão: A Trilogia

  1. Muito bom o podcast. Pra mim não tem nem discussão, o 1 é bem melhor. Gosto muito da parte do De Niro no 2, mas confesso que a parte “contemporânea” nunca me empolgou muito. O 3 é um bom filme.

    Curtido por 1 pessoa

  2. Uma cena em especial ficou na minha memória desde quando eu assisti o Poderoso Chefão pela primeira vez.É a cena em que eles estão numa sala . Sony e Tom discutem se devem ou não negociar com Sollozzo. O Michael está sentado numa cadeira com as pernas cruzadas e surpreendentemente ele começa a planejar a morte de Sollozzo e do Capitão da polícia e a câmera vai fechando no rosto dele. Ali fica claro que ele seria o novo Padrinho,e ali também começa a sua ruína como ser humano.

    Curtido por 1 pessoa

    • Essa é a leitura que faço dessa cena também. Essa pontuação com o “travelling” em direção ao Al Pacino foi inclusive tema de discussão entre o Coppola e o Gordon Willis, diretor de fotografia do filme, que não gostava muito desse tipo de recurso, preferia uma abordagem mais clássica.

      Curtir

  3. O primeiro é bom o segundo é melhor e o terceiro é ruim.OK nem sempre é assim mas muitas vezes é.Não desprezo uma trilogia maravilhosa esse do Copolla ao contar a saga da família Corleone e sua saída da Itália para os Estados Unidos (ou América como alguns falam).Eu li o livro que cobre as partes 1 e 2 do filme e achei sensacional.Copolla além de fazer um filme sobre a não tão gloriosa vida dos mafiosos também colocou seus parentes na saga,menos Nicolas Cage.Trilha maravilhosa de Nino Rota e Carmine Copolla,que era pai de Francis.Imagina que ninguém queria Marlon Brando,o que acabou dando certo e ainda por cima teve direito a algumas regalias nos projetos seguintes como em Superman,exigiu que seu nome fosse o primeiro dos créditos iniciais ganhando 4 milhões e só 20 minutos em cena.Estrelismo é claro.Al Pacino que não era ninguém comandou muito bem a saga.John Cazale foi o Fredo e infelizmente ele partiu cedo.Depois do 1 e 2 do Poderoso Chefão fizeram juntos Um dia de Cão.Speak Softly Love é o nome da música tema do filme.Amo muitos mais as 2 partes mas a terceira foi a decadência,mas mesmo assim ainda tem pontos positivos.Não foi mencionado mas o personagem de Andy Garcia é referenciado como seu o personagem dele lembrasse o temperamental Sonny Corleone de James Caan.Aliás não sei por quê Robert Duvall ficou de fora do Poderoso Chefão 3 e não sei o motivo da exclusão de Marlon Brando da segunda parte.Mario Puzzo é o autor do livro do Chefão e foi ele quem colaborou em Superman de 1978.Puzzo morreu em 1999,aos 78 anos.Aliás Sophia pode não ser boa atriz,mas compensa como diretora e roteirista como por exemplo Encontros e Desencontros.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe aqui sua opinião sobre isso!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s