Resenha #74 – O Estrangulador Misterioso (Follow me Quietly, 1949)

Interessante e conciso filme noir, com apenas 59 minutos de duração, sobre a procura de um assassino em série, um estrangulador que já fez 8 vítimas, sempre deixando cartas onde se auto-intitula “O Juiz” e diz ter sido encarregado de livrar o mundo da injustiça.

O ator William Lundigan interpreta o policial encarregado do caso, auxiliado pelo parceiro Jeff Corey. Eles conhecem praticamente tudo sobre o assassino, através das pistas deixadas. Só falta saberem a identidade do homem.

Lundigan e Corey se frustram na busca sem resultados e chegam a utilizar um boneco com todas as características do assassino, construído para facilitar a comparação com suspeitos. O personagem de Lundigan, obcecado com o caso, passa a tratar o boneco como gente.

O diretor Richard Fleischer viria a fazer alguns bons filmes noir além deste aqui, especialmente “Trilhos Sinistros” (1952), em que a maior parte da ação está confinada a um trem e que muitos consideram um dos melhores filmes noir de baixo orçamento já feitos.

(SPOILER)
No mesmo ano em que se produzia “Fúria Sanguinária” (“White Heat”), com James Cagney, temos um filme com final bastante semelhante. O criminoso, acuado, escolhe fugir para o lugar errado: o alto de uma refinaria, de onde dificilmente teria como escapar.

por Alexandre Cataldo

Anúncios

2 comentários sobre “Resenha #74 – O Estrangulador Misterioso (Follow me Quietly, 1949)

Deixe aqui sua opinião sobre isso!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s