PODCAST: Episódio #82 – A Marca da Maldade

Clique com o botão direito e salve este episódio.

Fred e Alexandre cruzam a fronteira entre Estados Unidos e México no episódio 82 do Podcast Filmes Clássicos para investigar um dos filmes mais importantes do cinema policial americano. “A Marca da Maldade” (Touch of Evil), filme dirigido pelo brilhante Orson Welles, é tido como o marco final do período clássico do Film Noir, que por volta de 1958 já não gozava de tanto prestígio entre as produções de Hollywood. Lançado como um filme menor após ter sido mutilado pela Universal Pictures, o filme conseguiu resistir à prova do tempo a ponto de em 1998, receber uma versão definitiva, mais próxima das intenções que Welles declarava em famoso memorando aos produtores na época. Hoje, “A Marca da Maldade” é considerado um dos grandes filmes do diretor e conta com atuações inspiradas do próprio Orson Welles, Charlton Heston, Janet Leigh, Akim Tamiroff, Joseph Calleia  e Marlene Dietrich.  

Trilha Sonora: Trilha composta por Henry Mancini para o filme “A Marca da Maldade”. 
Duração: Aprox. 1 h e 16 min.

 VÍDEOS QUE COMPLEMENTAM ESTE EPISÓDIO

O famoso plano sequência que dá início ao filme.

Ótima análise sobre a sequência no apartamento de Sanchez.

Excelente análise sobre montagem e o memorando de Welles.

Entrevista de Orson Welles sobre o filme.


Anúncios

8 comentários sobre “PODCAST: Episódio #82 – A Marca da Maldade

  1. Parabéns pelo podcast.

    Um resgate importantíssimo de um dos maiores filmes de Orson Welles.

    A desconstrução dos esteriótipos das personagens mexicanas para mim de fato é um ponto fulcral da trama, subvertendo a história original do livro.

    Quinlan um americano decaído e Vargas um mexicano que quebra com os paradigmas preconceituosos da Hollywood de então e por que não dizer da Hollywood de hoje.

    Welles com certeza fez isso intencionalmente ao ‘escalar’ Heston para o papel de Vargas.

    Brilhante podcast.

    Rafael Vespasiano.

    Curtido por 1 pessoa

  2. Welles ainda faria outas grandes obras mas essa não dá pra passar em branco.A Marca da maldade é realmente um clássico do noir e que foge mesmo de alguns esteriótipos como por exemplo Charlton um homem bem alto e branco fazendo um mexicano já quebra um esteriótipo e Janet Leigh mostrou sua grande atuação antes de ser reconhecida como a vítima do chuveiro em Psicose.Elenco grande,fotografia excelente.Welles conseguiu se firmar bem na direção e ao mesmo tempo caprichou no roteiro.Enfim Welles também chega a atuar e comprovou sua genialidade e versatilidade em muitos outros filmes maravilhosos.O clima de noir convence.Enfim A Marca da maldade é um clássico indispensável.

    Curtir

Deixe aqui sua opinião sobre isso!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s