PODCAST: Episódio #94 – Os Filmes de David Lean – Parte 1

Clique com o botão direito e salve este episódio.

Fred e Alexandre convocam novamente o músico Willian de Andrade e o desafio agora é passar a limpo a filmografia completa do diretor britânico David Lean, cineasta que começou nos mais baixos escalões dos estúdios ingleses até se tornar um editor de respeito e mais tarde se revelar como um dos maiores realizadores do cinema britânico. Lean estreia com créditos de co-diretor no filme “Nosso Barco, Nossa Alma” (In Wich We Serve), filme propagandista de 1942 e segue para fazer mais tarde três excelentes filmes em sequência: “Desencanto” (Brief Encounter, 1945), “Grandes Esperanças” (Great Expectations, 1946) e “Oliver Twist” (Oliver Twist, 1948). Nesta primeira parte de dois áudios cobrimos toda sua carreira até 1949, quando fez “A História de uma Mulher” (The Passionate Friends). 

Trilha Sonora: Trilhas Compostas para os filmes discutidos neste episódio.
Duração: Aprox. 2 h e 07 min.

VÍDEOS QUE COMPLEMENTAM ESTE EPISÓDIO

Uma review de “Desencanto”.

A sequência inicial de “Grandes Esperanças”.

Oliver encontra Fagin em “Oliver Twist”


Anúncios

6 comentários sobre “PODCAST: Episódio #94 – Os Filmes de David Lean – Parte 1

  1. Dessa primeira parte da filmografia de Lean eu assisti apenas Desencanto e Grandes Esperanças.Amei os dois filmes dele.Desencanto remete ao adultério e Grandes Esperanças fala sobre um garoto que ao ficar orfão é cuidado pela irmã e cunhado.Uns dias depois de ter lido o livro eu vi a versão filme de Lean.Lean estava prestes a realizar uma adptação de Nostromo em 1991 ano que viria a falecer.

    Curtido por 1 pessoa

  2. Obrigada meus amigos por esse podcast, David Lean é meu diretor preferido.
    Como Borzage, David Lean é um grande “Realizador” , ele vai fundo na nossa alma e seus filmes são realmente marcantes.
    A História de Uma Mulher, um filme que eu fiquei encantada com a história deste triângulo amoroso, que mostra a personagem Maria em momentos quase como de Anna Karenina na estação de Trem.
    Lean se concentra em pequena escala no drama íntimo de uma mulher lutando para resolver seus sentimentos entre seu amante e seu marido. O tipo de história que, se quiserem, acontece por trás das cortinas. As cortinas esvoaçantes tão bem retratadas em seu filme.

    Fantástico isso, Lean é uma paixão que eu carrego há muitos anos…, em cada filme … 🙂

    Curtido por 1 pessoa

Deixe aqui sua opinião sobre isso!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s