PODCAST: Episódio #87 – George Stevens: A Trilogia Americana

Alexandre e Fred se reúnem mais uma vez para fazer uma trilogia, desta vez a chamada “Trilogia Americana”, três clássicos absolutos de Hollywood lançados na década de 50 e dirigidos pelo californiano George Stevens. “Um Lugar ao Sol” (A Place in the Sun) chegou aos cinemas em 1951 trazendo juntos pela primeira vez Montgomery Clift e Elizabeth Taylor.  “Os Brutos Também Amam” (Shane, 1953) fez história ao ver o oeste americano através dos olhos de uma criança e “Assim Caminha a Humanidade” (Giant), virou um ótimo épico sobre o Texas e também foi a despedida do cinema de James Dean, que ao final da produção sofreu um acidente de carro fatal.

Anúncios

PODCAST: Episódio #86 – Era Uma Vez em Tóquio

No episódio 86, Alexandre, Fred convidam o músico Pedro Bizelli para viajar a Tóquio, Japão.  É na capital japonesa que se passa um dos melhores filmes de Yasujiro Ozu, “Era uma Vez em Tóquio” (Tôkyô monogatari, 1953), considerado em listas como a da Sight & Sound um dos melhores filmes já feitos e uma das mais importantes obras do cinema asiático.  Com nomes marcantes do cinema japonês como Setsuko Hara e Chishû Ryû este clássico se mantém atual até hoje, por examinar ao melhor estilo Ozu, as relações intrínsecas entre duas gerações de uma família japonesa quando os pais resolvem visitar seus filhos na capital do Japão. 

PODCAST: Episódio #84 – No Tempo Das Diligências

Alexandre, Fred e Marcelo Rennó estão cruzando território hostil numa diligência e tentam não levar flechadas dos Apaches enquanto discutem sobre um dos filmes mais influentes do cinema hollywoodiano.  “No Tempo das Diligências” (Stagecoach, 1939), filme dirigido por John Ford, foi visto cerca de 40 vezes por Orson Welles antes deste fazer sua obra prima, “Cidadão Kane”. O longa foi fundamental para solidificar a carreira de John Ford e com um plano, o diretor lançou John Wayne ao estrelato em Hollywood no papel de Ringo Kid, um prisioneiro que foge da cadeia para vingar a morte de sua família.

PODCAST: Episódio #82 – A Marca da Maldade

Fred e Alexandre cruzam a fronteira entre Estados Unidos e México para investigar um dos filmes mais importantes do cinema policial americano. “A Marca da Maldade” (Touch of Evil), filme dirigido pelo brilhante Orson Welles, é tido como o marco final do período clássico do Film Noir, que por volta de 1958 já não gozava de tanto prestígio entre as produções de Hollywood. Hoje, “A Marca da Maldade” é considerado um dos grandes filmes do diretor e conta com atuações inspiradas do próprio Orson Welles, Charlton Heston, Janet Leigh, Akim Tamiroff, Joseph Calleia  e Marlene Dietrich.  

PODCAST: Episódio #81 – Dicas Triplas do PFC #7

Alexandre e Fred voltam com força total para fazer mais um Dicas Triplas do PFC, no episódio número 81 deste Podcast. Hoje trazemos três ótimos filmes, um deles pouquíssimo visto fora de seu país e nunca lançado no Brasil.  Abrimos os trabalhos com o filme italiano de Elio Petri, intitulado “Investigação Sobre um Cidadão Acima de Qualquer Suspeita” (Indagine su un cittadino al di sopra di ogni sospetto, 1970) e depois adentramos terra quase virgem com “Here’s Your Life” (Här har du ditt liv, 1966), filme pouquíssimo conhecido do sueco Jan Troell.  Fechamos este áudio com o western americano de William A. Wellmann chamado “Consciências Mortas”(The Ox-Bow Incident, 1943), um longa bastante diferente dentro do gênero “faroeste”. 

PODCAST: Episódio #79 – O Assalto ao Trem Pagador

Chegamos ao episódio 79, onde Fred e Alexandre contratam Marcos Noriega (do Podcast Masmorra Cine) para ajudá-los a solucionar “O Assalto ao Trem Pagador”, filme nacional dirigido por Roberto Farias e lançado em 1962. Os investigadores do Podcast Filmes Clássicos fazem de tudo para se aprofundar nesta produção brasileira que em muito lembra os melhores filmes policiais americanos do subgênero “filme de assalto”.  Estrelado por Reginaldo Farias, Eliezer Gomes, Luiza Maranhão e Grande Othelo, este clássico brazuca venceu a prova do tempo e por isso mesmo recebe merecidamente esta homenagem em áudio do PFC.  

PODCAST: Episódio #78 – E o Vento Levou

No episódio 78, Alexandre, Fred e Sergio Gonçalves juram nunca mais passar fome em outro Réveillon, nem que para isso precisem roubar comida de uma festa vizinha. Enquanto bebem uma cidra, eles discutem um dos maiores clássicos do cinema americano, o mais que famoso “E o Vento Levou” (Gone With The Wind, 1939) . Com produção de David O. Selznick e direção de Victor Fleming, George Cukor e Sam Wood, o longa sobreviveu à prova do tempo e até hoje é daqueles filmes que mesmo os “não-cinéfilos” já ouviram falar dele.

PODCAST: Episódio #75 – Dicas Triplas do PFC #6

Depois de algum tempo voltamos a fazer o Dicas Triplas do PFC, neste que é o episódio de número 75. Alexandre e Fred partem para o sexto bate-papo onde indicam três ótimos filmes de nacionalidades diversas e que hoje são pouco lembrados entre os cinéfilos em geral. O nosso ouvinte frequente sabe que não precisa se preocupar com os “spoilers” neste tipo de episódio, pois estes são cuidadosamente separados para o final do episódio. Venha conosco conhecer e debater sobre mais alguns clássicos que o tempo não apagou! 

PODCAST: Episódio #74 – Casablanca

No episódio 74, Alexandre, Fred e o jornalista e blogueiro Rafael Amaral estão presos no Marrocos Francês e precisam de salvos-condutos para embarcar pra Lisboa e voltar ao Brasil.  Enquanto esperam e esperam, se encontram no Rick’s Cafè para discutir um dos mais memoráveis clássicos do cinema americano, o romance “Casablanca” (1942), longa produzido pela Warner Brothers durante a Segunda Guerra Mundial e até hoje considerado um dos maiores filmes já realizados. 

PODCAST: Episódio #72 – O Gabinete do Dr. Caligari

Este é o episódio número 72 e nele Alexandre e Fred recebem de volta o podcaster Marcos Noriega (Masmorra Cine) para mais um bate-papo sobre um clássico germânico. Desta vez adentramos o mundo distorcido e hipnótico daquele que é considerado por muitos o primeiro filme de terror e a película seminal do Expressionismo Alemão na telona.  Com abordagem criativa em seus cenários e na estrutura de seu roteiro, “O Gabinete do Dr. Caligari” (Das Cabinet des Dr. Caligari, 1920) é um dos marcos do cinema mundial e possivelmente um dos filmes mais influentes da Sétima Arte.