PODCAST: Episódio #62 – Os Filmes de Akira Kurosawa – Parte 1

Fred e Alexandre partem para o Japão onde começam uma saga de três episódios explorando a brilhante e influente filmografia do diretor nipônico Akira Kurosawa. Kurosawa-san teve sólida carreira por cerca de 50 anos e foi um dos responsáveis por abrir as portas do cinema asiático ao ocidente. Neste primeiro episódio começamos com “A Saga do Judô” (Sugata Sanshiro, 1943) e seguimos por mais 10 longas de Kurosawa, até o filme de 1950, Rashomon (Vencedor do Festival de Veneza e de um prêmio especial da Academia, antes que existisse a categoria de Oscar para filme estrangeiro).

PODCAST: Episódio #60 – Os Filmes de F. W. Murnau

Fred e Alexandre viajam até a Alemanha no Episódio 60 para tratar da obra de Fredrich Wilhelm Murnau, um dos grandes expoentes do cinema mundial, nome fundamental do expressionismo alemão e um dos maiores diretores do cinema mudo. F. W. Murnau fez clássicos como “Nosferatu – Uma Sinfonia do Horror” (Nosferatu, eine Symphonie des Grauens, 1922), “A Última Gargalhada” (Der letzte Mann, 1924), “Fausto” (Faust: Eine deutsche Volkssage, 1926) e “Tabu” (Tabu: A Story of the South Seas, 1931), todos estes tratados neste episódio. É dele também um dos filmes mais importantes do cinema mudo americano, “Aurora” (Sunrise: A Song of Two Humans, 1927).

PODCAST: Episódio #59 – Os Filmes de Luchino Visconti – Parte Final

Alexandre e Fred voltam a falar do cineasta Luchino Visconti, debatendo todos os filmes que restavam em sua carreira e passam por algumas de suas melhores obras, como “Rocco e Seus Irmãos” (Rocco e i suoi fratelli, 1960), “O Leopardo” (Il gattopardo, 1963), “Morte em Veneza” (Morte a Venezia, 1971) entre outras, como “Vagas Estrelas da Ursa”(Vaghe Stelle dell’Orsa, 1965) e “Os Deuses Malditos”(La Caduta Degli Dei, 1969).

PODCAST: Episódio #55 – Os Filmes de Luchino Visconti – Parte 1

No episódio 55, Alexandre e Fred introduzem mais uma filmografia na lista de episódios do Podcast Filmes Clássicos, desta vez contando com a presença ilustre de Fernando Brito, curador da Versátil e profundo conhecedor do cinema italiano. O cineasta Luchino Visconti tem a primeira parte de sua obra dissecada neste episódio, que vai desde seu primeiro longa metragem, “Obsessão” (Ossessione, 1943) até o belíssimo “Noites Brancas” (Le Notti Bianche, 1957), película de maravilhosa fotografia assinada por Giuseppe Rotunno.

PODCAST: Episódio #53 – Bond Clássico – Parte 2

O episódio 53 do Podcast Filmes Clássicos é sobre o que entendemos ser a segunda parte “clássica” da franquia 007. Alexandre e Fred recebem de volta Marcelo Rennó para debater os sete filmes estrelados pelo ator Roger Moore como 007 e exploramos também a produção paralela realizada em 1983, que teve Sean Connery de volta na pele do agente secreto James Bond.

PODCAST: Episódio #51 – Os Filmes de Billy Wilder – Parte Final

Este é o episódio 51, no qual Fred e Alexandre concluem a filmografia completa do mestre Billy Wilder. No último de uma série de três episódios, os dois podcasters iniciam o bate-papo analisando o filme de 1960 e ganhador de Oscar de melhor filme, “Se Meu Apartamento Falasse” (The Apartment) e vão até seu último filme, “Amigos, Amigos, Negócio à Parte” (Buddy, Buddy, 1981). A carreira brilhante de Billy Wilder está agora completa nos arquivos do Podcast Filmes Clássicos!

PODCAST: Episódio #47 – Os Filmes de Carl Th. Dreyer – Parte 1

Alexandre e Fred contam com um convidado muito especial, Fernando Brito, curador da Versátil, para discutir a seleta filmografia do diretor dinamarquês Carl Th. Dreyer, um cineasta que filmava pouco mas dizia muito através de seus filmes, muitos deles com elaborados trabalhos de câmera e planos bem compostos. Nesta parte 1 discutimos “O Martírio de Joana d’Arc” (Le Passion de Jeanne d’Arc, 1928) e “O Vampiro” (Vampyr, 1932).

PODCAST: Episódio #45 – Bond Clássico – Parte 1

Alexandre e Fred recebem de volta Marcelo Rennó para debater os sete primeiros filmes da série 007. Nesta primeira parte passamos por todos os filmes desde “007 contra o satânico Dr. No” (Dr. No, 1962) até “007 – Os Diamantes São Eternos” (Diamonds Are Forever, 1971), abordando assim os filmes com Sean Connery e George Lazenby.

PODCAST: Episódio #42 – Os Filmes de Billy Wilder – Parte 2

No episódio 42, Alexandre e Fred retornam à filmografia do mestre Billy Wilder para concluir a segunda parte de uma série de três episódios. Desta vez focamos a década de 50 e passamos por oito filmes do diretor, explorando mais profundamente o clássico film noir “A Montanha dos Sete Abutres” (Ace in the Hole, 1951), um dos maiores sucessos de bilheteria do diretor, chamado no Brasil de “Inferno Nº 17” (Stalag 17, 1953), o engenhoso “Testemunha da Acusação” (Witness for the Prosecution, 1957), que foi adaptado de uma peça de Agatha Christie e o hilário “Quanto Mais Quente Melhor” (Some Like It Hot, 1959), considerado uma das melhores comédias do cinema.