PODCAST: Episódio #42 – Os Filmes de Billy Wilder – Parte 2

No episódio 42, Alexandre e Fred retornam à filmografia do mestre Billy Wilder para concluir a segunda parte de uma série de três episódios. Desta vez focamos a década de 50 e passamos por oito filmes do diretor, explorando mais profundamente o clássico film noir “A Montanha dos Sete Abutres” (Ace in the Hole, 1951), um dos maiores sucessos de bilheteria do diretor, chamado no Brasil de “Inferno Nº 17” (Stalag 17, 1953), o engenhoso “Testemunha da Acusação” (Witness for the Prosecution, 1957), que foi adaptado de uma peça de Agatha Christie e o hilário “Quanto Mais Quente Melhor” (Some Like It Hot, 1959), considerado uma das melhores comédias do cinema.

PODCAST: Episódio #37 – Os Filmes de Billy Wilder – Parte 1

No episódio 37, Fred e Alexandre voltam a trabalhar com a filmografia de um grande nome do cinema mundial, o escolhido da vez é Billy Wilder que fez brilhante carreira nos Estados Unidos. No primeiro de três episódios desta série sobre o cineasta, abordamos desde seu primeiro trabalho na direção, quando co-dirigiu o filme francês “A Semente do Mal” (Mauvaise Graine, 1934) até um de seus mais aclamados filmes, o clássico absoluto “Crepúsculo dos Deuses” (Sunset Blvd., 1950).

PODCAST: Episódio #34 – Os Filmes de Masaki Kobayashi

Alexandre e Fred se juntam mais uma vez e passam por todos os 22 filmes do diretor Masaki Kobayashi, porém se aprofundam em quatro ótimos filmes que se destacam na carreira dele: a trilogia “Guerra e Humanidade” (Ningen no Jôken, 1959/1961), sua obra-prima, “Harakiri” (Seppuku, 1962), seu primeiro filme a cores, “As 4 Faces do Medo” (Kaidan, 1964) e o ótimo chambara com Toshirô Mifune, “Rebelião” (Jôi-uchi: Hairyô tsuma shimatsu, 1967).

PODCAST: Episódio #22 – Os Três C’s de Kalatozov

Este é o episódio #22, onde Alexandre, Sergio e Fred se aventurarem em três grande produções do cinema soviético das décadas: “Quando voam as cegonhas”, “A carta que não se enviou” e “Eu sou Cuba”, três filmes dirigidos por Mikhail Kalatozov e fotografados por Serguei Urusevski. São exemplos de grandes filmes produzidos pelo cinema russo que não pertencem ao período da famosa escola de montagem russa, mas que ainda assim possuem incontestáveis qualidades no plano técnico e se apresentam como três ótimos filmes que todos os cinéfilos deveriam conhecer.

PODCAST: Episódio #17 – Os Filmes de Stanley Kubrick – Parte 1

No Episódio 17, Sergio, Marcelo e Fred entram na carreira e filmes de um dos maiores diretores da história do cinema. Começamos com uma mini-biografia de Kubrick e avançamos por seus curta-metragens Flying Padre, Day of The Fight e The Seafarers. A conversa segue depois pelos cinco longas do início da carreira de Kubrick: Medo e Desejo (Fear And Desire), A Morte Passou perto (The Killer’s Kiss), O Grande Golpe (The Killing), Glória feita de sangue (Paths of Glory) e Spartacus (1960).

PODCAST: Episódio #14 – Os Filmes de Sergio Leone

Chegou a vez de Sergio Leone em nosso podcast. No episódio 14, Fred, Marcelo e Sergio debatem toda a carreira deste grande diretor italiano, que começou fazendo os épicos “Os Últimos dias de Pompéia” e “O Colosso de Rodes” e deixou como último trabalho, o excelente “Era uma Vez na América”(1984).

PODCAST: Episódio #12 – Alfred Hitchcock – A Fase Americana – Parte Final

No episódio 12, Fred, Marcelo e Sergio voltam pela quinta e última vez à carreira de Alfred Hitchcock, fechando o conjunto de cinco episódios sobre a filmografia e vida do Mestre do Suspense. Esta parte começa em “Psicose”, de 1960 e termina em seu último filme, “Trama Macabra” (1976)., passando por clássicos como “Os Pássaros” e “Cortina Rasgada”, entre outros.

PODCAST: Episódio #8 – Alfred Hitchcock – A Fase Americana – Parte 2

No episódio número 8, Marcelo, Fred e Sergio continuam a conversar sobre a filmografia de Alfred Hitchcock, passando por alguns dos melhores clássicos do diretor. Desta vez é a década de 50, desde “Pavor nos Bastidores” até “Intriga Internacional”, passando pelos excelentes “Janela Indiscreta”, “Um Corpo Que Cai”, “O Homem Que Sabia Demais” entre outros clássicos.