PODCAST: Episódio #76 – Os Filmes de Ingmar Bergman – Parte 2

No episódio 76, Alexandre e Fred se juntam novamente ao músico William de Andrade para tratar da filmografia de Ingmar Bergman e abordam o período que é considerado por muitos como sua fase mais prolífera no cinema. Por cerca de sete anos, o Sueco escreveu e dirigiu filmes como “Noites de Circo” (Gycklarnas afton, 1953), “O Séitmo Selo” (Det sjunde inseglet, 1957), “Morangos Silvestres” (Smultronstället, 1957), “O Rosto” (Ansiktet, 1958) e “A Fonte da Donzela” (Jungfrukällan, 1960) que se tornariam obras apreciadas ao redor do mundo inteiro e que dariam a Bergman deviersos prêmios e a fama de gênio que continua até os dias de hoje.

Anúncios

PODCAST: Episódio #75 – Dicas Triplas do PFC #6

Depois de algum tempo voltamos a fazer o Dicas Triplas do PFC, neste que é o episódio de número 75. Alexandre e Fred partem para o sexto bate-papo onde indicam três ótimos filmes de nacionalidades diversas e que hoje são pouco lembrados entre os cinéfilos em geral. O nosso ouvinte frequente sabe que não precisa se preocupar com os “spoilers” neste tipo de episódio, pois estes são cuidadosamente separados para o final do episódio. Venha conosco conhecer e debater sobre mais alguns clássicos que o tempo não apagou! 

PODCAST: Episódio #74 – Casablanca

No episódio 74, Alexandre, Fred e o jornalista e blogueiro Rafael Amaral estão presos no Marrocos Francês e precisam de salvos-condutos para embarcar pra Lisboa e voltar ao Brasil.  Enquanto esperam e esperam, se encontram no Rick’s Cafè para discutir um dos mais memoráveis clássicos do cinema americano, o romance “Casablanca” (1942), longa produzido pela Warner Brothers durante a Segunda Guerra Mundial e até hoje considerado um dos maiores filmes já realizados. 

Playlist no Spotify

Isso aí, pessoal! Agora estamos também no Spotify e você poderá ouvir nossos episódios por lá! Vocês podem procurar o PFC diretamente no Spotify, pelo título “Podcast Filmes Clássicos” ou tentar acessar aqui: https://open.spotify.com/show/701uzeRzJExS95L73vn6KN  

PODCAST: Episódio #73 – Os Filmes de Ingmar Bergman – Parte 1

No episódio 73, Fred e Alexandre convidam o músico William de Andrade para iniciar uma jornada de quatro episódios sobre a carreira e vida de um dos diretores mais respeitados da sétima arte, o sueco Ingmar Bergman. O Podcast Filmes Clássicos começa essa série de homenagens tratando neste episódio das doze primeiras produções de Bergman, entre elas “Crise” (Kris, 1946), “Juventude” (Sommarlek, 1951) e o longa que o tornou conhecido internacionalmente, intitulado “Mônica e o Desejo” (Sommaren med Monika, 1953).

PODCAST: Episódio #72 – O Gabinete do Dr. Caligari

Este é o episódio número 72 e nele Alexandre e Fred recebem de volta o podcaster Marcos Noriega (Masmorra Cine) para mais um bate-papo sobre um clássico germânico. Desta vez adentramos o mundo distorcido e hipnótico daquele que é considerado por muitos o primeiro filme de terror e a película seminal do Expressionismo Alemão na telona.  Com abordagem criativa em seus cenários e na estrutura de seu roteiro, “O Gabinete do Dr. Caligari” (Das Cabinet des Dr. Caligari, 1920) é um dos marcos do cinema mundial e possivelmente um dos filmes mais influentes da Sétima Arte.

PODCAST: Episódio #71 – A Trilogia de Apu

No episódio 71, Fred e Alexandre mergulham nos três filmes conhecidos como “A Trilogia de Apu”, obras-primas do cineasta bengali Satyajit Ray, um diretor muitas vezes comparado a outros titãs de seu tempo: Ingmar Bergman, Akira Kurosawa e Federico Fellini… Esta trinca de clássicos consiste nos fabulosos “A Canção da Estrada” (Pather Panchali, 1955), “O Invencível” (Aparajito, 1956) e “O Mundo de Apu” (Apur Sansar, 1959), películas que fizeram enorme sucesso ao redor do mundo e que até hoje são veneradas por cineastas, cinéfilos e críticos como clássicos fundamentais da sétima arte.

PODCAST: Episódio #70 – Os Filmes de Akira Kurosawa – Parte Final

Alexandre e Fred chegam ao episódio 70 do Podcast Filmes Clássicos para fechar uma das mais influentes carreiras do cinema, a do diretor japonês Akira Kurosawa. Neste áudio, passamos por todos os seus filmes de 1963 a 1993, entre eles “Céu e Inferno” (Tengoku to jigoku, 1963), “O Barba Ruiva” (Akahige, 1965), “Kagemusha, A Sombra de um Samurai” (“Kagemusha”, 1980) e “Ran” (Ran, 1985).  Outros como “Sonhos” (Yume, 1990), “Rapsódia em Agosto” (Hachi-gatsu no rapusodî, 1991) e seu último filme, “Madadayo” (Madadayo, 1993) também passam por aqui.

PODCAST: Episódio #69 – Solaris

Fred e Alexandre foram transportados para uma estação soviética no espaço, onde recebem a missão de analisar “Solaris” (Solyaris), ficção científica de 1972 realizada pelo renomado diretor russo Andrei Tarkovsky e até hoje considerado um de seus melhores filmes. Muitas vezes visto como uma resposta ao clássido de Stanley Kubrick, “2001, Uma Odisséia no Espaço”, o filme de Tarkovsky propõe outras reflexões e se preocupa em investigar o interior desconhecido do próprio ser humano, quando em contato com uma inteligência alienígena que não tem capacidade de compreender.