ep51_billy_wilder3

PODCAST: Episódio #51 – Os Filmes de Billy Wilder – Parte Final

Este é o episódio 51, no qual Fred e Alexandre concluem a filmografia completa do mestre Billy Wilder. No último de uma série de três episódios, os dois podcasters iniciam o bate-papo analisando o filme de 1960 e ganhador de Oscar de melhor filme, “Se Meu Apartamento Falasse” (The Apartment) e vão até seu último filme, “Amigos, Amigos, Negócio à Parte” (Buddy, Buddy, 1981). A carreira brilhante de Billy Wilder está agora completa nos arquivos do Podcast Filmes Clássicos!

Resenha #64 – Uma Vida Marcada (Cry of the City)

A história contada nesse filme parece bastante conhecida por todos nós.  Dois amigos de infância, que cresceram juntos em vizinhança pobre, de imigrantes italianos, tomam rumos diferentes:  um envereda pelo mau caminho do crime; o outro vira policial. Apesar disso, “Uma Vida Marcada” é um bom filme, que pode ser assistido sem medo.  Até porque…

Resenha #63 – Homens no Fundo (Uomini sul Fondo, 1941)

Este filme, dirigido por Francesco De Robertis, acompanha as tentativas de resgate de um submarino italiano, o A-303, e de sua tripulação.  Após um incidente durante um treinamento militar, acaba impossibilitado de emergir e a tripulação corre risco, já que o suprimento de oxigênio irá durar por apenas mais 30 horas. Rodado entre 1939 e 1940…

Film background.

PODCAST: Episódio #50 – Um Corpo Que Cai

Nesta marca importante de nosso podcast não poderíamos deixar de fazer algo especial! Promovemos uma eleição entre nossos ouvintes, que primeiro indicaram 10 filmes e depois votaram para eleger “Um Corpo Que Cai” (Vertigo, 1958) como o assunto a ser debatido no nosso episódio #50. Não perdemos tempo e convocamos o quarteto original do Podcast Filmes Clássico para dar conta desse bate-papo: Marcelo, Sergio, Fred e Alexandre se reuniram para gravar nosso quinquagésimo áudio sobre o que talvez seja o melhor filme do cineasta inglês Alfred Hitchcock, o chamado “Mestre do Suspense”.

Resenha #62 – Um Gênero Tipicamente Alemão: Os Bergfilms

Hoje deu vontade de comentar sobre um pequeno gênero quase completamente esquecido atualmente. Quando se fala de cinema alemão dos anos 20 (e início dos anos 30), geralmente é sobre o Expressionismo, fundamental em si mesmo e como influenciador de tantos outros gêneros que viriam depois (entre eles, o film noir americano).  Mas pela mesma…