PODCAST: Episódio #165 – Todos os Homens do Presidente

Dando sequência à oitava temporada do Podcast, Fred são acompanhados pelo professor de jornalismo da Universidade McKenzie e produtor do podcast “Cinefilia & Companhia”, Hugo Harris. Lançado em 1976, “Todos Os Homens do Presidente” (All The President’s Men), dirigido por Alan J. Pakula e produzido por Robert Redford, é o até hoje o filme mais importante feito sobre o famoso escândalo de Watergate, que acabou por derrubar o então presidente americano Richard Nixon. Nos papéis principais, além do próprio Redford, o longa traz Dustin Hoffman, Jason Robards, Jack Warden, Martin Balsam, Jane Alexander e Hal Holbrook.

PODCAST: Episódio #164 – Rififi

Os quatro fundadores do PFC se reúnem no primeiro episódio do ano, abrindo a oitava temporada do Podcast dos Clássicos. Alexandre, Fred, Sergio e Marcelo debatem o filme mais votado no nosso grupo no facebook, o noir francês “Rififi” (Du Rififi Chez Les Hommes, 1955), longa dirigido pelo americano Jules Dassin que serviu para ressuscitar a carreira que ele teve abortada nos Estados Unidos onde foi vítima da perseguição capitaneada pelo Senador McCarthy. Um dos grandes “filmes de assalto” da história do cinema, influência para diversos desse subgênero, Rififi chegou a ser acusado à época de ser muito explícito, uma espécie de “manual de roubo”.

PODCAST: Episódio #163 – Dicas Triplas do PFC #20

Em mais um episódio de dicas, Alexandre e Fred conversam com o crítico Rafael Amaral do Blog “Palavras de Cinema” e nesta oportunidade os três discutem uma trinca de filmes da década de setenta, cada um de uma nacionalidade diferente. O papo começa com o longa político de Costa-Gavras, “A Confissão” (L’Aveu, 1970), uma produção francesa, depois seguimos com a comédia italiana de Mario Monicelli, “Meus Caros Amigos” (Amici Miei, 1975) e encerramos com o diretor alemão Wim Wenders e o filme “O Amigo Americano” (Der amerikanische Freund, 1977).

PODCAST: Episódio #162 – Blade Runner

Fred, Alexandre e Sergio recebem Juliana Varella, do Podcast “Cinefilia & Companhia”, para um ótimo papo sobre um dos maiores clássicos produzidos na década de 80, o excepcional “Blade Runner: O Caçador de Andróides” (Blade Runner, 1982). A ficção científica dirigida por Ridley Scott e estrelada por Harrison Ford, Sean Young, Rutger Hauer e Daryl Hannah até hoje gera debate sobre a resolução de sua trama e certamente está entre os filmes mais influentes do gênero, servindo de inspiração para coisas que vão da MTV ao mundo da moda.

PODCAST: Episódio #160 – Dicas Triplas do PFC #19

Tem episódio de “Dicas Triplas do PFC” no seu feed de áudio de cinema! Fred e Alexandre recebem o professor Fábio Rockenbach, do Canal “Cena a Cena” para mais um bate-papo sobre filmes clássicos, desta vez com três pequenas pérolas, o longa italiano de Valerio Zurlini, “Verão Violento” (Estate Violenta, 1959), o clássico americano do competente Richard Brooks, “À Sangue Frio” (In Cold Blood, 1967) e a película inglesa de Terence Davies, “Vozes Distantes” (Distant Voices, Still Lives, 1988). Como sempre reservamos o final do episódio para tratar dos spoilers.

PODCAST: Episódio #159 – A Carruagem Fantasma

Fred, Alexandre e Sergio estão de volta em mais um episódio para debater um dos melhores filmes do período mudo do cinema. Direto da Suécia para o mundo, o excelente “A Carruagem Fantasma” (Körkarlen, 1921) completou 100 anos de seu lançamento em janeiro de 2021, período ao longo do qual influenciou cineastas como Carl T. Dreyer, Ingmar Bergman e Stanley Kubrick, só para citar três mestres da sétima arte. Dirigido e estrelado por Victor Sjöström e baseado num romance homônimo da também sueca Selma Lagerlöff, o filme impressiona por sua narrativa complexa em flashback e seu uso criativo da múltipla exposição.

PODCAST: Episódio #158 – O Conformista

Alexandre e Fred recebem o crítico Rafael Amaral (Blog “Palavras de Cinema”) para debater pela primeira vez um filme do cineasta italiano Bernardo Bertolucci. A obra que escolhemos da carreira de sucesso deste diretor foi “O Conformista” (Il Conformista, 1970), que serviu de influência para diversos realizadores que viriam a seguir no cinema mundial. O filme tem roteiro do próprio Bertolucci (indicado ao Oscar de 1972) baseado no romance de Alberto Moravia, que apresenta um retrato contundente sobre o fascismo na Itália através da conduta de Marcello Clerici, um personagem fraco de caráter em busca de ser aceito como um homem “normal” numa sociedade anormal.

PODCAST: Episódio #155 – Paris, Texas

Tem mais filmaço no seu feed de áudio sobre filmes clássicos! Alexandre, Fred e o músico Willian de Andrade comemoram o aniversário de Wim Wenders celebrando um de seus melhores filmes, o tocante “Paris, Texas” (Paris, Texas, 1984). Wenders nasceu em 14 de agosto de 1945 em Düsseldorf na Alemanha, mas foi para o Estados Unidos filmar este clássico inesquecível com roteiro de Sam Shepard e atuações brilhantes de Harry Dean Stanton e Nastassja Kinski. O longa foi vencedor da Palma de Ouro em Cannes, indicado para o Globo de Ouro de filme estrangeiro e Wenders saiu vencedor do Bafta de melhor direção no Reino Unido.

PODCAST: Episódio #154 – Os Filmes de Orson Welles – Parte Final

Alexandre e Fred recebem novamente o crítico Rafael Amaral (Blog “Palavras de Cinema”) para dar sequência no papo sobre uma das carreiras mais conturbadas e brilhantes da história do cinema. Nesta última parte da série de dois episódios sobre a vida e obra de Orson Welles, falamos principalmente de “Grilhões do Passado” (Mr. Arkadin, 1955), “O Processo” (Le procès, 1962), “Falstaff, o Toque da Meia Noite” (Campanadas a medianoche, 1965) e o último filme que Orson Welles concluiu ainda vivo, “Verdades e Mentiras” (F For Fake, 1973), uma espécie de “ensaio cinematográfico”.

PODCAST: Episódio #153 – Dicas Triplas do PFC #18

Voltamos com mais uma trinca de produções cinematográficas: é o “Dicas Triplas do PFC #18”, na ocasião, Fred e Alexandre recebem o cinéfilo Marcelo Rennó para mais um bate-papo sobre cinema, desta vez com três filmes bastantes desconhecidos, o longa americano de Sam Wood, “Nossa Cidade” (Our Town, 1940), o britânico do subestimado Anthony Asquith, “Nunca Te Amei” (The Browning Version, 1951) e o brasileiríssimo filme de Roberto Farias, “Selva Trágica” de 1964. Como sempre reservamos o final do episódio para tratar dos Spoilers.