PODCAST: Episódio #159 – A Carruagem Fantasma

Fred, Alexandre e Sergio estão de volta em mais um episódio para debater um dos melhores filmes do período mudo do cinema. Direto da Suécia para o mundo, o excelente “A Carruagem Fantasma” (Körkarlen, 1921) completou 100 anos de seu lançamento em janeiro de 2021, período ao longo do qual influenciou cineastas como Carl T. Dreyer, Ingmar Bergman e Stanley Kubrick, só para citar três mestres da sétima arte. Dirigido e estrelado por Victor Sjöström e baseado num romance homônimo da também sueca Selma Lagerlöff, o filme impressiona por sua narrativa complexa em flashback e seu uso criativo da múltipla exposição.

PODCAST: Episódio #132 – Limite

Alexandre e Fred encontram o músico Pedro Bizelli no cais do porto e juntos embarcam numa canoa pra ficar no mar à deriva conversando sobre “Limite”, único longa metragem dirigido por Mário Peixoto, mas que se tornou um dos filmes mais aclamados dentro do Brasil e internacionalmente também. Por esforço de vários, o filme passou por pelo menos dois grandes processos de restauração que mantiveram intacta a maioria dos frames deste grande clássico nacional e hoje chega ao Podcast Filmes Clássicos.

PODCAST: Episódio #122 – Cinema Documentário

O Podcast Filmes Clássicos se aventura num gênero pouquíssimo lembrado na podosfera brasileira: Fred, Alexandre e Marcelo Rennó discutem o “cinema documentário”, suas origens, seus tipos, subgêneros, contribuição para a sétima arte e ainda indicam uma penca de filmes para você que ainda não está apaixonado por esta modalidade de cinema.

PODCAST: Episódio #119 – A Primeira Guerra no Cinema

Alexandre e Fred recebem o professor Fábio Rockenbach para uma resenha sobre filmes clássicos que retrataram a “Primeira Grande Guerra” no cinema. O episódio procura lembrar diversos filmes sobre  a primeira guerra, mas se detém principalmente em quatro grandes longas do gênero: “Eu Acuso!” (J’accuse, 1919), “O Grande Desfile” (The Big Parade, 1925), “Nada de Novo no Front” (All Quiet on The Western Front, 1930) e “Pelo Rei e Pela Pátria”(King and Country, 1964).

PODCAST: Episódio #115 – Metropolis

Fred e Alexandre visitam o futuro e encontram na masmorra os podcasters Marcos Noriega e Angélica Hellish (ambos do “Masmorra Cine”) para bater um papo sobre um dos filmes de ficção-científica mais influentes da sétima arte. Falamos é claro do clássico absoluto de Fritz Lang intitulado “Metrópolis” (Metropolis, 1927). Fred e Alexandre visitam o futuro e encontram na masmorra os podcasters Marcos Noriega e Angélica Hellish (ambos do “Masmorra Cine”) para bater um papo sobre um dos filmes de ficção-científica mais influentes da sétima arte. Falamos é claro do clássico absoluto de Fritz Lang intitulado “Metrópolis” (Metropolis, 1927).

PODCAST: Episódio #106 – Os Filmes de Kenji Mizoguchi – Parte 1

Alexandre e Fred trazem para este episódio o montador e crítico Raphael Cubakowic para dar início a uma série de três episódios que tratarão da filmografia de um dos maiores diretores japoneses, Kenji Mizoguchi. Como de hábito, escolhemos alguns filmes para representar a obra deste diretor no período discutido nessa primeira parte e assim passamos mais profundamente por “A Perdição de Osen” (Orizuru Osen, 1935), “As Irmãs de Gion” (Gion no shimai, 1936), “Crisântemos Tardios” (Zangiku monogatari, 1939) e “A Vingança dos 47 Ronins” (Genroku Chûshingura, 1941). 

PODCAST: Episódio #98 – O Homem-Mosca

Fred e Alexandre escalam o mais alto dos prédios para encontrar a vlogger Nadja Mykaela (do Canal “Voltando aos Clássicos”) e juntos os três conversam sobre um dos maiores sucessos de bilheteria dos anos 20 nos Estados Unidos, o filme “O Homem-Môsca” (Safety Last!, 1923), protagonizado pelo chamado terceiro gênio da comédia, Harold Lloyd. Já fizemos Charles Chaplin em “Luzes da Cidade”, Buster Keaton em “A General” e agora chegou a vez de Harold Lloyd neste clássico da chamada Silent Era de Hollywood, fechando uma trilogia sobre os gênios da comédia americana.

PODCAST: Episódio #95 – A General

Alexandre e Fred convocam o podcaster Marcos Noriega (Masmorra Cine) para embarcar numa viagem de locomotiva para os tempos da guerra civil americana. O tom no entanto é de comédia, quando debatemos mais um excepcional filme, cultuado por cineastas como Orson Welles.  A obra-prima de Buster Keaton, “A General” (The General, 1926) chega soltando fumaça na estação do Podcast Filmes Clássicos, dando sequência – ainda este ano – numa trinca de grandes filmes que envolvem os chamados gênios da comédia muda. Realizado com um dos maiores orçamentos do período, esta fantástica comédia de Keaton não fez muito sucesso quando foi lançado, mas como sua locomotiva-título, ganhou momentum ao longo dos tempos para se tornar um dos mais celebrados filmes da era muda do cinema de Hollywood.

PODCAST: Episódio #93 – Luzes da Cidade

Já era tempo! Sergio Gonçalves se junta a Fred e Alexandre para falar de um dos gênios incontestáveis do cinema mundial.  Pela primeira vez o Podcast Filmes Clássicos discute um filme de Charles Chaplin, e não qualquer longa, mas aquele que o próprio diretor considerava o seu favorito: “Luzes da Cidade” (City Lights).  Quando lançou oficialmente sua película, o evento ficou para a história como uma das maiores premières do período e o filme até hoje é celebrado como um clássico inesquecível e por muito tempo foi adorado por cineastas como Jean Renoir, Orson Welles, Woody Allen, Martin Scorses, Andrei Tarkovski e tantos outros.  

PODCAST: Episódio #90 – Os Filmes de Sergei Eisenstein – Parte 1

O cineasta da vez é Sergei Eisenstein e Fred e Alexandre convocam novamente o músico Willian de Andrade para discutir os filmes realizados pelo diretor soviético de maior renome mundial. Eisenstein se tornou uma lenda no cinema mundial com seu segundo filme, “O Encouraçado Potemkin” (Bronenosets Potemkin, 1925). Este clássico e outros que ele filmou entre 1925 e 1929 são discutidos aqui nesta primeira parte de dois episódios sobre Eisenstein: “A Greve” (Stachka, 1925), “Outubro” (Oktyabr, 1927) e “O Velho e o Novo” (Staroye i novoye, 1929), ao lado de “Potemkin”, foram projetos ousados, de alto cunho político mas também de caráter extremamente inovador como experiências de montagem.