PODCAST: Episódio #157 – Ficção Científica dos Anos 50 (Live 022)

Nós reunimos todo o time das “lives” do Podcast Filmes Clássicos para fazer o primeiro “Livesódio” do podcast. Fred, Alexandre, Fábio, Sergio, Rafael e Willian se juntam para um episódio temático sobre a Ficção Científica dos Anos 50. Neste áudio gravado ao vivo, promovemos um debate sobre o surgimento deste gênero e discutimos mais a fundo quatro clássicos do período: “O Dia em Que a Terra Parou” (The Day The Earth Stood Still, 1951), “A Guerra dos Mundos” (The War of The Worlds, 1953), “Vampiros de Almas” (Invasion of The Body Snatchers, 1956) e “O Incrível Homem Que Encolheu” (The Incredible Shrinking Man, 1957).

PODCAST: Episódio #155 – Paris, Texas

Tem mais filmaço no seu feed de áudio sobre filmes clássicos! Alexandre, Fred e o músico Willian de Andrade comemoram o aniversário de Wim Wenders celebrando um de seus melhores filmes, o tocante “Paris, Texas” (Paris, Texas, 1984). Wenders nasceu em 14 de agosto de 1945 em Düsseldorf na Alemanha, mas foi para o Estados Unidos filmar este clássico inesquecível com roteiro de Sam Shepard e atuações brilhantes de Harry Dean Stanton e Nastassja Kinski. O longa foi vencedor da Palma de Ouro em Cannes, indicado para o Globo de Ouro de filme estrangeiro e Wenders saiu vencedor do Bafta de melhor direção no Reino Unido.

PODCAST: Episódio #154 – Os Filmes de Orson Welles – Parte Final

Alexandre e Fred recebem novamente o crítico Rafael Amaral (Blog “Palavras de Cinema”) para dar sequência no papo sobre uma das carreiras mais conturbadas e brilhantes da história do cinema. Nesta última parte da série de dois episódios sobre a vida e obra de Orson Welles, falamos principalmente de “Grilhões do Passado” (Mr. Arkadin, 1955), “O Processo” (Le procès, 1962), “Falstaff, o Toque da Meia Noite” (Campanadas a medianoche, 1965) e o último filme que Orson Welles concluiu ainda vivo, “Verdades e Mentiras” (F For Fake, 1973), uma espécie de “ensaio cinematográfico”.

PODCAST: Episódio #153 – Dicas Triplas do PFC #18

Voltamos com mais uma trinca de produções cinematográficas: é o “Dicas Triplas do PFC #18”, na ocasião, Fred e Alexandre recebem o cinéfilo Marcelo Rennó para mais um bate-papo sobre cinema, desta vez com três filmes bastantes desconhecidos, o longa americano de Sam Wood, “Nossa Cidade” (Our Town, 1940), o britânico do subestimado Anthony Asquith, “Nunca Te Amei” (The Browning Version, 1951) e o brasileiríssimo filme de Roberto Farias, “Selva Trágica” de 1964. Como sempre reservamos o final do episódio para tratar dos Spoilers.

PODCAST: Episódio #152 – Cinzas no Paraíso

Temos crossover no PFC! Alexandre e Fred recebem os integrantes do Podcast “Cinefilia & Companhia”, Hugo Harris e Juliana Varella, para um bate papo sobre o segundo filme do americano Terrence Malick, o belíssimo “Cinzas no Paraíso” (Days of Heaven, 1978). O filme foi fotografado por dois excelentes diretores de fotografia do período e o resultado é uma festa para os olhos, conduzida pela narrativa muitas vezes fragmentada do roteiro original de Malick. Ao mesmo tempo que sua história se relaciona com o clássico filme de época americano, a linguagem de Malick dialoga mais com as práticas da Nova Hollywood, o que torna este filme diferente de muitos outros de seu período.

PODCAST: Episódio #151 – Os Filmes de Orson Welles – Parte 1

Alexandre e Fred recebem o crítico Rafael Amaral (Blog “Palavras de Cinema”) para dar início a mais um filmografia no Podcast Filmes Clássicos.  Estava mais que na hora de abordarmos um dos diretores mais influentes de todos os tempos. Inovador, contestador, ousado, gênio: o americano Orson Welles inicia sua carreira em Hollywood com controle total sobre a produção de Cidadão Kane, mas o que se segue é uma recorrente queda de braço entre Welles e os produtores de seus próximos filmes. Para contar esta história e muitas outras, escolhemos os filmes “Soberba” (The Magnificent Ambersons, 1942), “A Dama de Shanghai” (The Lady From Shanghai, 1947), “Macbeth” (Macbeth, 1948) e “Otelo” (The Tragedy of Othello: The Moor of Venice, 1952). 

PODCAST: Episódio #147 – Dicas Triplas do PFC #17

Chegando no seu feed de filmes clássicos mais uma trinca de produções cinematográficas: é o “Dicas Triplas do PFC #17” com Fred, Alexandre e o músico Willian de Andrade em mais um bate-papo sobre cinema, desta vez  com o longa americano de estreia de Mike Nichols, “Quem Tem Medo de Virginia Woolf?” (Who’s Afraid of Virginia Woolf?, 1966), a dupla de filmes suecos de Jan Troell, “Os Emigrantes/O Preço do Triunfo” (Utvandrarna/Nybyggarna, 1971-1972) e o terror inglês do cineasta Nicholas Roeg, “Inverno de Sangue em Veneza” (Don’t Look Now, 1973). Os Spoilers ficam pro final do episódio.

PODCAST: Episódio #142 – Dicas Triplas do PFC #16

Três filmes, três países, três participantes e três dicas pra você cinéfilo no “Dicas Triplas do PFC” com Fred, Alexandre e Sergio Gonçalves se reunindo para debater “Anatomia de um Crime” (Anatomy of a Murder, 1959) um dos grandes filmes de Otto Preminger; “As Mãos Sobre a Cidade” (Le mani sulla città, 1963) drama político de Francesco Rosi; e “Veneno Para As Fadas” (Veneno Para Las Hadas, 1984), terror psicológico mexicano de Carlos Enrique Taboada.

PODCAST: Episódio #141 – Chinatown

O reveillon do PFC foi em Chinatown, com Fred e Alexandre recebendo Sergio Gonçalves e Rafael Amaral (Blog “Palavras de Cinema”) para estourar uma champagne assistindo um dos melhores filmes do diretor polonês Roman Polanski. Contratado pelo então chefe da Paramount, Robert Evans, para dirigir o brilhante roteiro de Robert Towne estrelado por Jack Nicholson, Faye Dunnaway e John Huston, Polanski fez um excelente trabalho. “Chinatown” (Chinatown, 1974), muitas vezes classificado como neo-noir, até hoje permanece como uma obra única.

PODCAST: Episódio #140 – David Lynch

Alexandre e Fred trazem dois grandes colaboradores do Podcast para discutir a carreira de um dos mais criativos cineastas americanos dos últimos tempos. Vamos adentrar o mundo bizarro, obscuro e interessantíssimo do artista David Lynch. O debate aborda a obra completa de Lynch, mas foca principalmente em três grandes longas do diretor: “Veludo Azul” (Blue Velvet, 1986), “Uma História Real” (The Straight Story, 1999) e “Cidade dos Sonhos” (Mulholland Dr., 2001), considerado por muitos sua obra-prima.